A Serra

..

360 GRAUS cópia

   Memória, presença e profecia do Deus vivo.

O Santuário não é simplesmente o fruto de uma obra humana, repleta de simbolismos cosmológicos ou antropológicos, mas testemunha a iniciativa de Deus no seu comunicar-se aos homens, para estabelecer com eles o pacto da salvação.

O significado profundo de todo Santuário é recordar na fé a obra salvífica do Senhor. O Santuário é antes de tudo um lugar de memória da ação poderosa de Deus na história, que está na origem do povo da aliança e da fé em cada um dos crentes.

O Santuário oferece -se como memória da nossa origem junto do Senhor do céu e da terra e nunca deve prescindir da partilha e do empenho pelos outros.

No Santuário aprende-se a abrir o coração a todos, em particular, a quem é diferente de nós: o hospede, o estrangeiro, o imigrado, o refugiado, aquele que professa outra religião, o não crente.

Deste modo, o Santuário, além de se oferecer como espaço de experiência de Igreja, torna-se um lugar de convocação aberta à humanidade inteira.

No Santuário celebra-se a alegria do perdão. Que impele a fazer festa e a alegrar-se (Lc. 15,32).

A esperança não engana, enche de alegria o coração.

capa3
capa4
capa12

Fonte: Pontifício Conselho para a Pastoral dos Migrantes e
Itinerantes, O Santuário, Paulinas, 1999.


banerserracom cópia